Câmara Municipal de Penela

Apresentação do Plano Estratégico Penela 2030

  • Apresentação do Plano Estratégico Penela 2030
  • Apresentação do Plano Estratégico Penela 2030
  • Apresentação do Plano Estratégico Penela 2030
  • Apresentação do Plano Estratégico Penela 2030
  • Apresentação do Plano Estratégico Penela 2030
  • Apresentação do Plano Estratégico Penela 2030
  • Apresentação do Plano Estratégico Penela 2030


O Município de Penela apresentou ontem, dia 15 de julho, no HIESE - Habitat de Inovação Empresarial nos Sectores Estratégicos, o Plano Estratégico Penela 2030 numa cerimónia que contou com a presença do Professor Doutor Augusto Medina, Presidente do Conselho de Administração da Sociedade Portuguesa de Inovação (SPI), e do Professor Doutor Daniel Bessa, Membro do Conselho de Administração da SPI.

O Plano Estratégico Penela 2030 é o resultado de um estudo realizado ao município onde foram definidos os eixos prioritários de desenvolvimento para a próxima década. No processo de elaboração deste plano, foram chamados a participar vários agentes sociais e económicos do concelho e uma equipa técnica da Câmara Municipal de Penela.

O vice-presidente da Câmara Municipal, Rui Seoane fez as honras da casa e deu as boas-vindas, destacando a importância deste documento para o “desenvolvimento económico, social e territorial do concelho sustentado numa cultura colaborativa e de cooperação para a inovação, inclusão, sustentabilidade e resiliência”.

Susana Loureiro, consultora da Sociedade Portuguesa de Inovação, entidade contratada pela autarquia para a elaboração do Plano Estratégico fez a apresentação do projeto, sublinhando as quatro grandes prioridades para a próxima década descritas no plano:  demografia e a inclusão; inovação e transição digital; transição climática e sustentabilidade dos recursos e, finalmente, a coesão e competitividade territorial, compostos por um total de 16 projetos. Para cada um dos eixos foram “identificados, na fase de diagnóstico, alguns desafios transversais”, nomeadamente, a “captação da população, a criação de um modelo de gestão de fundos comunitários, discriminação positiva dos territórios de baixa densidade e reforço na monitorização dos resultados alcançados”.

Deste estudo, a representante da SPI concluiu a importância estratégica na “integração território na Comunidade Intermunicipal de Coimbra, na região do Pinhal Interior Norte e nas Terras de Sicó”, onde os projetos comuns se integram e complementam.

Com o Plano, Penela, considerar-se-á, até 2030, um “laboratório vivo, inovador, inclusivo, sustentável e resiliente, que se afirma como pioneiro na concretização de um modelo desenvolvimento competitivo e adequado aos desafios de um território de baixa densidade”.

Luís Matias, presidente da Câmara Municipal de Penela, fez o encerramento da cerimónia onde salientou que a realização e  implementação do Plano Estratégico Penela 2030 permite afirmar o concelho de Penela como um “território sustentável, inovador, criativo, inclusivo e inteligente, adequado àquilo que são as próximas oportunidades que o território valoriza, que vai muito para além deste programa”.



Data

16/07/2021

Categoria

Desenvolvimento Económico

Partilhar notícia