Câmara Municipal de Penela

Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel

  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel
  • Espinhal voltou, pelo vigésimo oitavo ano, a ser rei na terra do mel


Os incêndios dos últimos meses destruíram milhares de colmeias e cortiços da região prejudicando a produção de mel DOP Serra da Lousã, mas vinte e quatro produtores de mel, foram suficientes para opulentar a Feira de Mel mais antiga da região que decorreu este fim-de-semana, na vila do Espinhal.

A tradicional arruada pela Sociedade Filarmónica do Espinhal liderada pelos jovens músicos da academia de música espinhalense abriu corredor para as entidades oficiais darem as boas vindas aos apicultores e expositores oriundos de Cantanhede, Coimbra, Góis, Miranda do Corvo, Vila Nova do Ceira, Ansião, S. Martinho da Cortiça, Vilarinho, Castanheira de Pêra, Lousã, Pedrogão Grande e claro, Penela e Espinhal. 

O programa cultural das festas que teve, o seu ponto de estreia, na noite de sexta-feira com a final do Concurso de Bandas – Louçainha 2017, prometeu e não fez desiludir as centenas de pessoas que se deslocaram ao adro da Igreja Matriz do Espinhal para aplaudir a sua banda favorita. O desejado primeiro lugar foi renhido, mas acabou por ser os Daltonic a conquistar o júri.  Sábado também foi noite de grande afluência, com o Tributo ao ABBA, um espetáculo dos Abbamania e que culminou com o baile dos Bandazone.

Três dias de certame que aliou o mel ao artesanato, outra atividade que é já uma aposta para dezenas de artesãos e que não quiseram faltar a uma das mais antigas e emblemáticas feiras e que continua a atrair milhares de visitantes.



Data

04/09/2017

Categoria

Eventos

Partilhar notícia