Espaço-Museu do Rabaçal : Câmara Municipal de Penela

Foto: MUSEU primeiro andar
Foto: MUSEU primeiro andar
Foto: Baixos-relevos

Museu

Exposição Permanente

1º Andar

A exposição “Villa romana do Rabaçal: era uma vez... ” conta com seis temas principais. Os quatro primeiros temas estão sistematizados, tendo em conta os materiais em presença; um quinto tema é dedicado ao Homem e à mulher, fazedores e refazedores da paisagem, e um último tema é marcado pela ideia do inacabado, do incompleto, porque "toda a obra é incompleta". Os temas e as suas subdivisões são os seguintes:

A) A pedra

  • e o acanto (baixo-relevo)
  • e a construção (aparelhos e módulo arquitectónico)
  • e o mosaico (tesselas)
  • e o fogo (pederneira)
  • e o pão (mós de grés)

B) O metal

  • e o transporte (tampão de eixo, ferradura)
  • e a moeda (nummus, circulação monetária)
  • e a escrita (estiletes)
  • e o adorno (fíbulas, alfinetes, anéis, apliques)
  • e a mesa (taças, asas)
  • e o trabalho (ferramentas da varias profissões)
  • e a construção (pregos, grampos, escopro)
  • e o armamento (lanças, conto)

C) A cerâmica

  • e a construção (telhas, tijolos, tijoleiras, tubos de abóbada)
  • e a iluminação (lucernas)
  • e a alimentação (copos, pratos, panelas, potes)
  • e o lacticínio (acincho)
  • e a tecelagem (pesos de tear)
  • e o jogo (malhas)

D) O vidro

  • e o mosaico (tesselas em pasta de vidro)
  • e o adorno (bracelete, anel)
  • e a mesa (jarra, taça)

E) O homem

  • e a Mulher
  • e a natureza
  • e a sociedade
  • e o extraordinário

F) Um espaço inacabado...

A exposição, que desejamos não restrita ao objecto em si, tem suportes como sejam painéis e vitrines (a que não faltara a preocupação do valor arquitectónico e estético); meios gráficos, como textos, mapas, desenhos, fotos e cenários; iluminação apropriada; meios áudio-visuais e fundo sonoro.
No seu todo, o espaço expositor deverá ser um lugar de emoções, onde os materiais comuns aos nossos quotidianos convidem a subir do utilitário à dimensão do simbólico (PESSOA, RODRIGO, SANTOS, 2001, p. 9-10).

Tópicos